quarta-feira, 12 de novembro de 2014

Sem início... Sem fim


A minha percepção relativamente ao tempo alterou.
Em vez de dias…
Vivo um único dia sem fim!
Em vez de horas…
Vivo sem controlo de tempo cronometrado!
Vivo tanto e tão intensamente que não há lugar a calendários nem a relógios.
É uma liberdade infinita sem início e sem fim.
Tudo dentro de um único tempo no mesmo pensamento.
Uma continuidade sem início e sem fim.